#12 - Conselhos do Nerd - Porque é que é melhor falhar o mais rápido possivel

Escrito: terça-feira, 22 de abril de 2014 por Nerd
10

Muitos de nós não gostamos de admitir quando falhamos, e aguentamos com isso durante muito tempo. À pouco o tempo vi uma palestra do chefe de um departamento da Google (Google X Rapid Evaluation), Rich DeVaule, e ele explicou o porquê.


Quando falhamos aprendemos coisas que nos vão ajudar na próxima demanda, mais importante, aprendemos aquilo que não funciona. Gastar tempo a forçar uma ideia errada torna o trabalho mais difícil para toda a gente:

The process of innovation is messy. It's expensive, it's uncertain. Even with Google X and the resources we have here, we can only afford to pursue some small number of these moonshots at a time. We have a process that we call rapid evaluation. So, the way we do that is we try to fail quickly... Ultimately, if we can get to a no quickly on an idea, that's almost as good as getting to a yes.

A maior parte de nós não tem os recursos dos senhores da Google, nem a certeza de que falhar não resultaria na perda do emprego, por isso é que somos mais hesitantes em admitir ou aceitar que as nossas ideias falham.
Ainda assim, é melhor admitir que construímos um mau barco do que afundar com ele...

10 comentários:

  1. Nerd says:

    Pois não, o orgulho fala muito alto...

  1. Suricate says:

    Eu não tenho a inteligência desse senhor, mas fui sempre humilde o suficiente para estar disponível para aprender, mesmo quando faço asneira, daí retiro o melhor que sei, ou seja, em próxima ocasião sei exatamente o que não fazer.

  1. Marta says:

    Já dizia Geraldo Eustáquio: Tentar e falhar é, pelo menos, aprender. Não chegar a tentar é sofrer a inestimável perda do que poderia ter sido.

  1. Ana Mar says:

    Com os erros é que se aprende... por muito que isso nos custe, mas se não custasse, não aprendíamos a lição.

  1. Nerd says:

    O truque está em errar mais rapidamente...
    :)
    Parece parvo mas faz todo o sentido, se pusermos de parte o que não resulta, mais rapidamente chegamos ao resultado correto... e quando, como na Google, se trabalha com somas astronómicas, tempo (ainda mais) é dinheiro...

  1. JS says:

    O problema é quando não admitimos o erro e tentamos convencer o resto do mundo que eles é que estão errados, penso eu de que. xD
    Como o alentejano que ouviu no autorrádio que na A2 circulava um carro em contra-mão e ele exclamou:
    - Um não, Todooos! Eheheh

  1. Bad says:

    R.: Da maneira que eu abusei nos chocolates este ano, isto nem com aqueles suminhos asquerosos lá ia, precisava mesmo de uns dias a pão e água xD

  1. Ana Sá says:

    admitir os seus erros é que é essencial!

    Ana,
    http://lights-colours-sounds.blogspot.co.uk/ x